Receitas

Salada Fria de Espirais com Courgete, Rúcula e “Pesto” de Tomate Seco

Um dos restaurantes vegetarianos que se tem tornado o meu favorito em Lisboa é o “The Food Temple”. Gosto do sítio, gosto que seja pequenino, do seu ar caseiro, da cozinha aberta, da simpatia com que recebem e claro, da comida! A comida é deliciosa, com ar simples e caseiro mas sempre com um toque especial. Da última vez que lá fui estava tudo particularmente bom: desde a deliciosa sopa de tomate assado e grão com lascas de amêndoas, à entrada de caril de mandioca e manga divinal, ao prato principal cheio de sabores diferentes como a raiz de lotus, que provei pela primeira vez, tudo dava vontade de comer e comer e comer. Saí de lá super inspirada e cheia de ideias do que fazer na minha cozinha! Foi assim que surgiu esta salada para o almoço de um destes dias de calor, uma salada bem fresca e cheia de sabor, uma adaptação dos noodles crudívoro de courgete e pesto de tomate seco que lá comi. Se ainda não conhecem o “The Food Temple” recomendo muito passarem por lá, desfrutarem de uma bela refeição e aproveitarem para passear e descobrir o bairro da Mouraria! :)

pesto-vermelho1_webIngredientes (para duas pessoas)

  • Massa pequena, a gosto, para duas pessoas (usei espirais, integral)
  • 300g de cogumelos frescos, em fatias
  • 1 dente de alho picado
  • 1 courgete pequena
  • 1 mão cheia de rúcula
  • 20g de manjericão fresco, picado
  • Azeite, sal e vinagre balsâmico q.b.

Para o pesto

  • 30g de tomates secos
  • 2 colheres de sopa de pistachios (de preferência sem sal)
  • 2 dentes de alho pequenos
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sobremesa de levedura de cerveja em pó (um pouco mais se for em flocos)
  • Sal q.b. (apenas se usarem os pistachios sem sal)
  • Água q.b.

 

Como preparar

  • Cozer a massa, passar por água fria para libertar a goma e deixar arrefecer, reservando um pouco da água da cozedura.
  • Numa frigideira colocar 1 fio de azeite e o alho e saltear os cogumelos até que tenham amolecido. Reservar.
  • Preparar o pesto: Numa pecadora pequena, no liquidificador ou num almofariz, colocar os pistachios, o alho, o azeite, o sal, a levedura de cerveja, uma colher de sopa de água e os tomates cortados em pedaços (se forem mesmo secos, demolhar em água cerca de 30 minutos, se forem dos conservados em óleo, escorrer bem e tirar o excesso de gordura com papel absorvente). Triturar até ficar tudo bem picado e ir adicionando água aos poucos até ficar menos consistente. Ajustar os temperos.
  • Juntar o pesto de tomate à massa cozida e se necessário juntar um pouco da água da cozedura para envolver melhor o pesto na massa.
  • Lavar bem a rúcula e juntar à massa, juntamente com o manjericão e os cogumelos.
  • Cortar a courgete em fatias finas. Eu usei um descascador para o fazer e mantive alguma casca. Pode ainda usar um espiralizador ou cortar com a faca. Juntar à massa.
  • Regar com um fiozinho de azeite e com vinagre balsâmico, misturar bem, ajustar o sal e servir.

pesto-vermelho4_web

pesto-vermelho3_web

 

Previous Post Next Post

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply Gori Julho 12, 2015 at 11:19 am

    Pesto de tomates secos nunca fiz, mas como ter um frasco de pesto caseiro no frigorífico é praticamente indispensável, acho que este vai ser o próximo, e logo a seguir naturalmente esta salada pois está com uma combinação de ingredientes que muito me agrada.
    Beijinhos

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Julho 16, 2015 at 7:54 am

      Eu também gostava de ter sempre pesto no frigorífico mas nunca sobra para isso eheh :P Se vais fazer para guardar talvez seja melhor aumentares a dose porque esta é apenas o suficiente para a massa.

      beijinhoo*

  • Reply Raquel Novembro 20, 2015 at 12:18 pm

    Compras os tomates secos ou faze-los tu?

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Novembro 27, 2015 at 8:32 pm

      Olá Raquel, compro já secos, dos que não são guardados em óleo.

    Leave a Reply