Vida Consciente

Planear as Refeições da Semana em 6 passos

Fazer um plano semanal de refeições sempre foi uma aspiração minha desde que comecei a morar sozinha mas sempre que tentei não deu certo. Normalmente acabava por me aborrecer e não fazia nada do plano ou escolhia receitas demoradas e complicadas que me davam preguiça só de pensar em fazê-las quando chegasse a casa. Desisti disso e fui cozinhando de improviso, o que deu muitas vezes origem a jantares demasiado tardios por não me decidir o que cozinhar, muitas horas na cozinha quando o que me apetecia era esticar-me no sofá ou acabava a comer cereais à refeição. Se acha que esta descrição poderia ser a sua, então continue a ler!

No início deste ano senti necessidade de tentar novamente os planos semanais, para estar mais organizada e em controlo dos meus dias. Experimentei modos de organização diferentes, como por exemplo dedicar um dia a adiantar as refeições da semana (cozer em grande quantidade cereais, leguminosas, preparar vegetais, snacks, etc), mas não funcionou com a minha rotina. Passava o dia inteiro do fim de semana agarrada aos tachos e durante a semana acabava por perder muito tempo a cozinhar na mesma. Então voltei ao primeiro método que usei, com algumas alterações, que já faço há algumas semanas e que está a funcionar muito bem.

O segredo é simplificar! Simplificar as receitas, os ingredientes, as formas de preparação dos alimentos. Isso vai trazer-nos menos tempo na cozinha, menos loiça para lavar, menos desperdício, mais poupança e no fim comida deliciosa durante toda a semana.

 

Aqui deixo os meus 6 passos para planear e preparar as refeições de uma semana:

 

1. Arrumar a despensa e o frigorífico

Pode parecer um primeiro passo tonto, mas para mim é fundamental. Manter estes dois espaços limpos e arrumados faz toda a diferença quando estamos a planear as refeições, pois saber o que há em casa para usar faz com que escolha receitas onde possa usar esses ingredientes. Assim não há compras em duplicado de coisas que afinal já tinha mas nem se lembrava, ou compra de novos alimentos quando tem tantos outros ainda para usar, o que leva a menos desperdício alimentar e a poupança de algum dinheiro, o que é importante quando o orçamento é mais apertado.

 

2. Fazer uma lista de todos os ingredientes que temos

Depois de arrumar o frigorifico e a despensa faça uma lista com o que tem disponível, incluindo no congelador, o que ajuda a escolher as receitas que quer fazer durante a semana.

 

3. Escolher as receitas

Eu escolho cerca de 7 receitas para a semana toda, sempre simples e relativamente rápidas. Para isso recorro a 3 fontes: o pinterest, livros e as receitas habituais cá de casa. No pinterest vou guardando receitas que leio em blogues e que quero experimentar ou coisas que encontro na pesquisa do feed. Tenho várias pastas para as organizar e uma para as escolhas dessa semana. Ainda estou a arrumar as coisas por lá, mas se quiser espreitar as receitas que guardo, pode ver aqui. Quanto aos livros escolho 2 no máximo, sempre diferentes todas as semanas e vou vendo as receitas que me podem ser úteis. As receitas habituais cá em casa também fazem parte do plano semanal, como o caril de lentilhas, os hambúrgueres de feijão ou as saladas com tahini, entre outras que podem encontrar aqui no blog.

4. Fazer a lista de compras.

Depois de escolhidas as receitas compare os ingredientes de que precisa com os que tem disponíveis e o que lhe faltar vai para a lista de compras. Não precisa de seguir uma receita à risca, pode usar as receitas que vê apenas para inspiração, por isso se não tiver um determinado ingrediente adapte de forma a usar o que tem. Tudo o que faltar para as receitas vai para a lista de compras, com as quantidades necessárias para essa semana (mais uma vez, menos desperdício e mais poupança) e eu costumo separar por locais, que normalmente são a feira (mercado de rua) e os supermercados.

 

5. Ir às compras

Normalmente vou às compras ao Sábado de manhã, porque é o dia de feira aqui perto de minha casa, por isso todo o planeamento é feito na 6f à noite ou mesmo no Sábado antes sair de casa. Primeiro a feira, para apanhar as frutas e legumes o mais frescos possível e depois os supermercados. Sigo a lista à risca para não fazer gastos desnecessários.

 

6.  Cozinhar… e comer!

Depois de tudo pronto vem a melhor parte: cozinhar e comer! Quando escolho as receitas não defino em que dia as vou fazer, deixo a decisão para durante a semana conforme me apetecer. Assim, embora tenha um plano, que para mim é importante para não stressar com o que fazer para o jantar, sinto que tenho alguma liberdade para decidir consoante o que tenho vontade de comer ou o tempo que tenho para cozinhar. Mesmo assim há coisas que tenho em atenção, por exemplo uso primeiro os ingredientes que aguentam menos tempo, como os cogumelos, ou outros que já tenha comprado na semana anterior e não tenha usado, e guardo as receitas mais demoradas para o fim de semana ou dias de folga, quando tenho mais paciência e tempo.

Dicas:

  • Faça o jantar sempre em quantidade suficiente para o almoço do dia seguinte (é por isso que só escolho 7 receitas). Há receitas que até ficam melhor de um dia para o outro, como as feijoadas ou as bolonhesas. :)
  • Quando usar o mesmo ingrediente em mais do que uma receita prepare logo tudo na primeira vez, assim poupa tempo para a próxima. Por exemplo, se usar arroz integral em duas das receitas coza logo tudo o que é necessário na primeira a ser cozinhada e guarde o restante para usar na outra receita.
  • Se a receita rendeu mais do que o que vai comer durante a semana, e se for possível, congele a comida para a semana seguinte ou outro dia oportuno. Isto pode acontecer com molhos ou sopas e assim tem sempre algo no congelador pronto a usar.

 

Estes são os passos e dicas que tenho usado para ter uma semana sem stress no que toca às nossas refeições. Funciona? Sim! Claro que nem sempre dá para levar tudo à risca, mas desde que me organizo deste modo acabou-se o desperdício de comida, as compras são feitas com moderação e a pensar exactamente no que preciso e o mais importante, não tenho aqueles ataques de pânico de “OhMeuDeusnãoseiquefaçaparacomerVouficaraquiavervideosnoyoutubeatéterumaideiadivina

#quemnunca

Será que funciona consigo? Não posso garantir. Mas não há nada como experimentar! Portanto arrume a sua despensa, escolha as receitas que lhe parecem mais apetecíveis, vá às compras e cozinhe ao som da sua música preferida. Depois conte como correu!

No próximo post vou dar o exemplo do um plano semanal que fiz cá para casa e as receitas que escolhi, para que possa ver como aplico estes 6 passos.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply Marcela Junho 19, 2018 at 3:11 pm

    Esse post caiu como uma luva para mim! Estava precisando de dicas assim, pois comigo acontece o mesmo e sempre me perco, hahaha. Muito obrigada pela ajuda que não foi pouca! Beijos. <3

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Julho 8, 2018 at 6:58 pm

      Marcela, que bom! Espero mesmo que ajude e que te facilite a vida durante a semana! :) Beijinho

  • Reply Flor Oliveira Setembro 24, 2018 at 2:48 pm

    Adorei o post Patricia.. estou neste momento a desenvolver um artigo que toca exactamente nestes teus pontos. Sinto que eh onde a maioria das pessoas tem mais difuldade.
    Muito pratico o post – Obrigada :) Vou partilhar :) Obrigada

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Novembro 1, 2018 at 11:18 am

      Muito obrigada Flor, que bom que gostaste :)

    Responder a Marcela Cancel Reply

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.