Receitas

Plano Semanal das Refeições – preparação e receitas

No post passado deixei as minhas 6 dicas para manter um plano semanal de refeições sem esforço e o que vos mostro agora é como aplico essas dicas. Este é um exemplo do que faço para manter o meu plano de refeições durante a semana. Mais uma vez vos digo que para mim o “segredo” é simplificar! Simplificar os ingredientes, a forma de cozinhar e as próprias receitas já é meio caminho andado para ter sucesso na organização da semana. Se chego a casa cansada do trabalho, olho para as receitas que escolhi e estão cheias de passos, podem ter a certeza que vou arranjar maneiras de procrastinar e acabo a comer pão com azeite no fim. Mas se olhar para o meu plano e perceber que preciso de poucas tarefas para ter um jantar delicioso, dá-me logo vontade de cozinhar pois sei que não vou perder horas na cozinha, o que me deixa tempo para outras coisas, como uns momentos de preguiça no sofá com a netflix. Sentem o mesmo? Então aqui fica o exemplo do plano de um das minhas semanas para que vejam como aplico os 6 passos e como é mesmo fácil organizar as nossas refeições […]

Ver mais

Vida Consciente

Planear as Refeições da Semana em 6 passos

Fazer um plano semanal de refeições sempre foi uma aspiração minha desde que saí de casa dos meus pais, mas sempre que tentei não deu certo. Normalmente acabava por me aborrecer e não fazia nada do plano ou escolhia receitas demoradas e complicadas que me davam preguiça só de pensar em fazê-las quando chegasse a casa. Desisti disso e fui cozinhando de improviso, o que deu muitas vezes origem a jantares demasiado tardios por não me decidir o que cozinhar, muitas horas na cozinha quando o que me apetecia era esticar-me no sofá a ler um livro ou a ver um filme e acabava a comer cereais e pão com manteiga de amendoim à refeição. Se acham que esta descrição poderia ser a vossa, então continuem a ler! :) No início deste ano senti necessidade de tentar novamente os planos semanais, para estar mais organizada e em controlo dos meus dias. Experimentei modos de organização diferentes, como por exemplo dedicar um dia a adiantar as refeições da semana (cozer em grande quantidade cereais, leguminosas, preparar vegetais, snacks, etc), mas não funcionou com a minha rotina. Passava o dia inteiro do fim de semana agarrada aos tachos e durante a semana […]

Ver mais

Receitas

Bolonhesa de Lentilhas Vermelhas

Quando decides que este é o ano em que vais organizar de vez a tua vida porque, caramba, já estás a chegar aos 31 e está na altura de encarares que o tempo está a passar e aqueles projectos de vida que estão a mofar na gaveta têm de sair já, e sentes-te feliz e motivada com os planos para o futuro, é quando a vida dá uma gargalhada – sarcástica – na tua cara. (Diz que ser adulto é assim. Não sei se gosto disso, ninguém me avisou, dá para devolver?) Há muito tempo que sei que preciso de uma rotina e de estrutura ao longo dos dias para sentir que tenho controlo do que me rodeia. De fazer planos e definir tarefas ao longo do dia, da semana e do mês. Mas sou péssima nisso. Mesmo péssima. E nestes últimos dois meses fui engolida pela bola de neve que se foi formando atrás de mim. Não tinha vontade de cozinhar, só me apetecia comer coisas que sei que me fazem sentir mal, não tinha vontade de me levantar da cama, de falar com pessoas, não tinha vontade de cuidar da casa ou de mim. Sabia que precisava de […]

Ver mais

Outros

5 anos de blog. E agora?

Faz agora em Fevereiro 5 anos que criei uma conta no blogger e fiz o primeiro post do Not Guilty Pleasure. Andava um bocado farta da monotonia dos meus dias, sempre o mesmo caminho casa-trabalho, trabalho-casa. Estava ainda a dar os primeiros passos na culinária vegetariana mas já me sentia confortável a cozinhar sem ajudas. Era consumidora assídua de blogs de culinária e tinha muita vontade de fazer um também para mostrar as receitas que fazia e, quem sabe, ajudar outras pessoas novatas no vegetarianismo como eu. E queria algo para me distrair e para fazer outra coisa na minha vida que não fosse só acordar cedo para ir vender medicamentos na farmácia.  Quem faz um blog quer que o blog seja lido, claro, ou para isso fazia um caderno de receitas caseiro ou um diário fechado a cadeado só para si. Eu também queria isso, obviamente. Fazia posts dia sim dia não, comecei a ter visualizações, fiz uma página no facebook que quando chegou aos 100 eu delirei (e quando chegou aos 1000 podiam ter fechado a internet porque para mim estava tudo ganho!) e acima de tudo divertia-me muito com o que escrevia no blog. Nesta altura em que […]

Ver mais