Receitas

Molho Pesto de Avelãs

Nem sei há quanto tempo ando para fazer molho pesto!
A minha primeira experiência com o mesmo, aqui há uns anos, não foi boa, estava desejosa de provar e num restaurante mandei vir a massa com o tão esperado molho. Foi uma desilusão! Lembro-me que tinha demasiado azeite, os pinhões tinham um sabor estranho e não consegui comer mais do que 3 garfadas.
Mas quando comecei o meu vício por blogs de culinária via vários pestos e todos com ar maravilhoso. E mais tarde descobri a maravilha que é o mangericão! Molho pesto passou então a estar na minha “to do list” e ontem finalmente fi-lo em casa.
Desta vez, no lugar da desilusão houve muitos “yes!” “yumii!!” e “nem acredito que só fiz isto agora!!” :)
A decisão de fazer pesto veio da necessidade de aproveitar as folhas da minha planta de mangericão já meio falecida. (Se alguém tiver o segredo de como manter o manjericão vivo em casa – sem varanda – por favor diga-me, já vou no 10º vaso e morrem-me todos!)
Inspirando-me aqui e ali, lá peguei no meu almofariz, no manjericão e pus mãos à obra!
Ingredientes:
  • 20 g de folhas de manjericão.
  • 7 avelãs tostadas
  • 1 dente de alho
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 2 colheres de sobremesa de levedura de cerveja
  • Sal q.b.
Como preparar:
  • No almofariz esmagar o manjericão, o alho e as avelãs.
  • Juntar a levedura, o sal e o azeite e voltar a esmagar até formar uma pasta.
  • Rectificar os temperos.
Mais fácil que isto não há!
Normalmente o pesto leva pinhões ou nozes, mas eu só tinha avelãs e ficou óptimo!!
Como tinha pouco mangericão não fez muito molho, umas 3 – 4 colheres de sopa cheias talvez.
Quem quiser fazer mais para guardar é só dobrar ou triplicar a receita.
Este pesto vegan foi usado como molho base para uma pizza, tal como vi uma vez aqui, mas mal posso esperar para experimentar numa massa!
É realmente delicioso e o pesto, que tanto me desiludiu no início, ontem ganhou uma fã para a vida! :)
*Boa Segunda-Feira*

———————————

A Maria mostrou no seu [Limited Edition] que já se rendeu à levedura de cerveja e aos pestos vegetarianos e adaptou esta receita usando um ingrediente peculiar para pestos.

 

Previous Post Next Post

You Might Also Like

12 Comments

  • Reply Marisa Valadas Agosto 12, 2013 at 2:20 pm

    Tem uma cor muito vibrante

    • Reply NotGuiltyPleasure Agosto 12, 2013 at 6:33 pm

      Vou confessar que as fotos estão um bocadinho “photoshopadas”, foram tiradas à noite e ficaram com pouca luz por isso tive de recorrer a uns truques para se ver o pesto! Mas não modifiquei as cores, o pesto saiu mesmo clarinho! :)

  • Reply Ginja Agosto 13, 2013 at 4:28 pm

    Adoro a cor do teu pesto!! E adoro pesto, quer seja de manjericão, quer seja de outra coisa. Agora ando a pensar num de tomate seco.
    Sabe bem em pizzas, sandes, pastas, que coisa boa :)
    Ainda bem que não desististe e fizeste o teu epsto caseiro delicioso.
    Um beijinho.

    • Reply NotGuiltyPleasure Agosto 14, 2013 at 10:26 am

      Humm pesto de tomate seco, que maravilha deve ser, fico à espera da receita! :)

      O meu ficou mesmo clarinho, não sei se foram as avelãs, se a levedura, mas gostei imenso, este vou repetir de certeza :)

      beijinho*

  • Reply Aislin Setembro 2, 2013 at 9:36 pm

    Vou dizer que também fiquei curiosa com o pesto de tomate seco… deve ser uma delicia!! =)
    Fiquei fã do pesto de bróculos! E já tenho ali mais para fazer (era pa ser amanhã, mas vou experimentar a outra receita que ali puseste =P )
    Sempre que quero fazer algo com um ingrediente venho aqui espreitar. Esta semana a beringela vai estar em promoção no pingo doce… pelo que vou já procurar receitas! =P

    • Reply NotGuiltyPleasure Setembro 3, 2013 at 4:26 pm

      Fico mesmo feliz por experimentares e me dares o feed-back de tantas receitas :)

      Mas agora que falaste em beringela vejo que é algo que só tem uma aparição por aqui :S irei trabalhar nisso!!

      **

  • Reply Anonymous Setembro 5, 2013 at 10:39 am

    Coloque o vaso do manjericão, numa floreira de loiça para minimizar o aquecimento das raízes, no parapeito de uma janela que esteja exposta a pouco tempo de sol directo mas bem iluminada. Regar colocando água na floreira e nunca no pé da planta; manter o substrato sempre húmido mas não encharcado. Eu tenho um vaso no parapeito da janela da casa de banho, à cerca de 4 meses, e o problema é o crescimento excessivo, pois normalmente utilizo as folhas de vasos que tenho no jardim pois possuem um aroma mais intenso. Atenção que é uma planta anual ou bianual, quanto muito, e a forma de prolongar a sua duração é não deixar que floresça (cortando todas as astes florais logo que apareçam.

    • Reply NotGuiltyPleasure Setembro 6, 2013 at 8:21 pm

      Muito obrigado pelas dicas, irei pô-las em prática! :)

  • Reply Green Food Abril 7, 2014 at 11:53 am

    Fiz hoje esta receita, um pouco aldrabada pois não pus levedura e usei pinhões, mas fiquei fã do Pesto, nunca tinha provado :)

    Beijinhos

    • Reply NotGuiltyPleasure Abril 8, 2014 at 10:29 pm

      eu quando provei também fiquei super fã, e tens de experimentar adicionar espinafres, crus, fica muita bom também :)

  • Reply Nuno Dias Fevereiro 24, 2018 at 2:24 pm

    Já experimentaste substituir, nesta receita, a levedura de cerveja por levedura nutricional? Cá para mim ficaria melhor ainda!

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Março 2, 2018 at 5:01 pm

      Olá Nuno, nunca experimentei usar levedura nutricional porque nunca comprei, mas já comi e até acho o sabor parecido. De qualquer maneira já planeio comprar a nutricional quando a minha levedura de cerveja acabar e irei experimentar de certeza, incluindo nesta :)

    Leave a Reply