Receitas, Veganismo

Lasanha de Courgete e Cogumelos by Green Food

Todos os anos ocorre na primeira semana de Outubro a “Semana Vegetariana”, com o objectivo de divulgar o mundo do vegetarianismo, não só a alimentação mas também outros aspectos inerentes a um estilo de vida mais ético e saudável.

Durante esta semana existem várias iniciativas levadas a cabo por empresas, restaurantes, associações ou outras entidades ligadas de alguma forma ao vegetarianismo. Para consultar as opções deste ano visitem o site da Semana Vegetariana.

Tal como o ano passado, este ano decidi fazer posts diários sobre vários temas ligados ao vegetarianismo e para isso convidei algumas pessoas para falarem um pouco sobre a forma como o vegetarianismo/veganismo surgiu nas suas vidas, para nos mostrarem receitas ou falarem sobre outros assuntos relacionados com esta temática.

 

Curiosos? Mantenham-se por aqui esta semana porque vêm aí coisas boas! :)

 

Para começar temos a Sónia, a autora das delícias do blog Green Food. A Sónia é uma das muitas pessoas fantásticas que o blog me deu o prazer de conhecer, querida e simpática. Partilhamos o gosto pela cozinha, por gatos e o sonho de uma vida simples com a nossa hortinha e pomar biológicos. :)

Neste post a Sónia fala-nos da sua experiência no vegetarianismo e deixa-nos a receita de uma lasanha diferente que me deixou a babar assim que a recebi no mail!


Sónia, como e quando surgiu o vegetarianismo/veganismo na tua vida?

Já passou mais de um ano desde que iniciei a minha “viagem” pelo veganismo, passou num instantinho e já não consigo imaginar ser de outra forma. Quem me abriu os olhos para este novo mundo foi a minha cunhada (Rita, Vegan aos 30), ela foi a primeira da família e do grupo de amigos e hoje já somos 5 vegans no grupo. Comecei por ver o documentário “Terráqueos” com o meu namorado e fez logo um clique nas nossas mentes, revolucionou o nosso mundo. Na altura já não comia muita carne, por nenhum motivo em especial, sempre fui mais de peixe e depois de vermos o documentário dissemos “não vamos comer mais carne!”. Ainda fomos comendo peixe e lacticínios algumas vezes, depois cortámos o peixe e após vermos mais alguns documentários foi a vez de eliminar com os lacticínios em casa.

 

Quais as maiores mudanças que verificaste em ti depois de teres aderido a este estilo de vida?

O meu principal motivos para a mudança foram os animais e depois a saúde, quando começamos a investigar um determinado assunto vamos aprendendo mais e mais sobre outros relacionados. A saúde foi um deles, apercebi-me que seria também um benefício que o veganismo me traria e pude comprová-lo pessoalmente. Tornei-me também uma pessoa com mais compaixão e respeito pelos outros, animais (todos) e pessoas, mais feliz e aprendi a dar valor às coisas que realmente importam na vida. Vejo o mundo de outra forma, tenho consciência que ele está cheio de podres, mas sei que também temos muitas maravilhas. Uma frase que gosto muito de Gandhi é: “You must be the change you wish to see in the world” (Tu podes ser a mudança que desejas ver no mundo), eu acredito nisso, que basta nos mudarmos a nós para que as pessoas à nossa volta mudem, nem precisamos influenciá-las com palavras. Já me apercebi disso com algumas pessoas que são próximas de mim, é tão bom saber que podemos contribuir positivamente para um mundo melhor!

 

Qual é para ti a maior dificuldade e qual a maior satisfação de ser vegan?

Hummm…. nem me surge assim nenhuma dificuldade de repente, o que é bom sinal. Hoje em dia não sinto nenhuma, mas ao princípio talvez, é normal como tudo o que é novo e desconhecido, mas com o tempo aprendemos a contornar essas dificuldades. De início pensava como seriam os jantares com amigos/família, o que ia comer…. mas não deixei de ir e rapidamente apercebi-me que há sempre algo para nós, mesmo numa churrasqueira. Tenho apanhado pessoas simpáticas que compreendem e desenrascam verdadeiros manjares veganos, de fazer inveja a quem está ao nosso lado a comer um bife.

 

Durante o teu percurso no veganismo quem mais te inspirou?

A primeira inspiração foi a Rita, ela despertou em mim a curiosidade para ir desvendar o mundo obscuro por detrás das indústrias alimentares. A outra grande inspiração são os animais, conseguem ser tão mais sensíveis/inteligentes que muitas pessoas, é por eles que eu sou e vou continuar a ser vegan.

 

O que nunca falta na tua despensa?

Ui há muita coisa que nunca falta mas uma delas é cogumelos frescos, adoro! Também manteiga de amendoim e frutos secos.

 

Um produto vegan preferido?

Gosto da alheira vegetariana, não é a melhor coisa do mundo, mas dá para fazer muitas receitas com ela e é óptima para quando não há tempo para cozinhar. Na parte da higiene, cá em casa gostamos muito da pasta de dentes Couto.

 

Qual o teu (not) guilty pleasure?

Chocolate negro e tudo o que seja feito com ele :) (e antes não gostava nada)

 

 

Lasanha de Cogumelos e Courgete

IMG_7391_RED

Antes de ser vegan comia poucas vezes cogumelos, apesar de já gostar bastante. Mas quando deixei de comer carne os cogumelos passaram a ser a sua substituição cá em casa. Dá para cozinhá-los de mil e uma formas diferentes e são tão saborosos! Já há algum tempo que andava com vontade de experimentar fazer lasanha sem massa, com outro vegetal a substitui-la para fazer as camadas, aproveitei o desafio da Patrícia e pus “mãos à obra”.

 

Ingredientes

  • 12/14 cogumelos frescos (grandes)
  • 2 courgetes grandes
  • 1 alho francês pequeno
  • 1 beringela pequena
  • 2 dentes de alho
  • 3 colheres de sopa de vinho branco
  • Especiarias a gosto (usei 3 pimentas, pimentão e coentros)
  • Pão ralado
  • Azeite e sal q.b.

        Para o molho béchamel:

  • 1 copo de leite vegetal
  • 1/2 copo de natas de soja
  • 1/2 copo de água
  • 3 colheres de sopa de margarina vegetal
  • 3 colheres de sopa de farinha ou fécula de batata
  • Noz moscada, pimenta e sal q.b.

 

Como preparar

Comece por cortar as courgetes às fatias finas (as partes que não der para usar adicione ao recheio de cogumelos,), mergulhe-as em água a ferver (mas já fora do lume) e deixe-as lá enquanto prepara o resto.

Num tacho coloque o azeite, o alho picado, o alho francês às rodelas finas e as especiarias. Acrescente a beringela aos bocados pequenos, os cogumelos às fatias, regue com o vinho e tempere com sal. Deixe cozinhar.

Prepare o béchamel: leve ao lume o leite vegetal, as natas de soja, a água, a margarina, a noz moscada, a pimenta e o sal. Acrescente a farinha ou a fécula de batata, triture com a varinha, deixe engrossar um pouco e retire do lume.

Numa travessa disponha os ingredientes em camadas pela seguinte ordem: béchamel, fatias de courgete, béchamel e preparado de cogumelos. Repita até acabar os ingredientes. Termine com a courgete, regue com béchamel e coloque um pouco de pão ralado por cima.

Leve ao forno a 160ºC por 30 minutos ou até dourar por cima.

 

NOTA: Escorra bem a courgete e os cogumelos antes de por as camadas pois a courgete não absorve o caldo como a massa.

 


 

Espero que tenham gostado de conhecer a história da Sónia tanto quanto eu gostei!

Para não perderem pitada das suas receitas de fazer crescer água na boca sigam-na no blog Green Food e no Facebook.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

9 Comments

  • Reply Green Food Outubro 2, 2014 at 10:09 am

    Desde já obrigada pelo convite Patricia, és uma querida.
    A iniciativa é muito interessante e já estou curiosa para ver o post dos outros convidados ;)

    Parabéns também pela nova cara do blog, está muito giro.

    Beijinhos,
    Sónia

    • Reply Not Guilty Pleasure Outubro 14, 2014 at 1:31 am

      Querida és tu Sónia, obrigada por aceitares e ainda bem que partilhaste um bocadinho mais de ti :)

      beijinho e obrigada!!***

  • Reply Aislin Outubro 2, 2014 at 11:04 am

    Ai!! essa lasagna!…

    miúda gira! Adorei o blog! mesmo mesmo!! :D
    Quero uma tshirt igual à tua mas a dizer de ladecos “fã nº1” ou nº3 ou 4 (dependendo da quantidade de familiares que são fãs, que eu não quero sobrepor a ninguém! :P

    beijinhos*

  • Reply Vegan Aos 30 Outubro 2, 2014 at 3:16 pm

    Tão bonito :)
    Essa Rita deve ser bem fixe :P
    E a lasanha….hummmm tenho de a comer!!!

    Beijinhos ás duas

    • Reply Not Guilty Pleasure Outubro 14, 2014 at 1:29 am

      ahah conheces?? Dizem que sim :P
      Quanto à lasanha acho que a autora da receita não se importa de te fazer uma eheh

      beijinhoo*

  • Reply Gori Outubro 2, 2014 at 5:14 pm

    Só pode ser uma delícia essa lasanha da Sônia e adorei conhecer melhor a sua história. Estou a gostar dos teus planos para esta semana, já estou curiosa com o próximo.
    Beijinhos

    • Reply Not Guilty Pleasure Outubro 14, 2014 at 1:29 am

      Esta lasanha já está nos meus planos futuros porque só pode ser deliciosa!! :)

      beijinhoo*

  • Reply Lasanha de Curgete e Cogumelos @ GreenFoodVeg Setembro 11, 2018 at 12:57 pm

    […] Não se esqueçam de lá ir espreitar. […]

  • Leave a Reply