Receitas

Ice Tea Caseiro

Estamos no quinto dia da Semana Vegetariana e a receita de hoje é a recriação caseira de umas das bebidas mais conhecidas entre nós: ice tea! Na verdade nem sei se posso chamar receita ao que vos mostro aqui hoje, porque é, literalmente, a coisa mais fácil do Mundo, mas cá vai.

icetea3Uma das razões pelas quais quis colocar esta receita no blog foi para vos falar sobre como podemos poupar um pouco mais o ambiente através da diminuição do desperdício e do lixo que fazemos. Lembro-me de me preocupar com o ambiente desde miúda, não atirava lixo para o chão e fazia pressão em casa com os meus pais para reciclarmos (numa altura em que, infelizmente, ainda não havia um ecoponto em cada esquina e reciclar era considerado uma “mariquice”). A minha professora da primária era muito dedicada a passar-nos esses valores de protecção ambiental e em mim o bichinho pegou. Durante muitos anos era só isso que fazia, achava que era o suficiente. Depois vamos crescendo e aprendendo que há muitas mais maneiras e estratégias de conseguir diminuir os estragos que fazemos ao nosso planeta, mas foi realmente só quando entrei neste estilo de vida vegetariano / vegan, que comecei a pensar mais a sério sobre isso. Na altura descobri o blog 365 coisas que posso fazer para diminuir a minha pegada ecológica e foi uma grande ajuda para pensar de forma diferente nas decisões que tomamos no dia-à-dia. Até que o ano passado deparei-me com um conceito que não fazia ideia poder existir: zero waste life, no nosso português vida sem desperdício. E fiquei fascinada!

icetea1

Não me vou alongar muito sobre isto, mas para quem não esteja familiarizado com o tema, o zero waste é um estilo de vida em que, tal como o nome indica, se vive sem desperdício. Isto significa que todas as acções normais do dia-à-dia são feitas sempre com o intuito de não produzir lixo! Para quem estiver interessado em ler mais sobre o tema recomendo muito verem dois dos meus sites favoritos que falam exclusivamente disto e os discursos das respectivas autoras no TEDx: Zero Waste Home e Trash is for TossersPara ler em português aconselho um blog que já falei aqui mil vezes, porque é um dos meus blogues portugueses favoritos, o Ana, Go Slowly e vejam todas as dicas práticas que a Ana dá para reduzir o desperdício nas nossas vidas.

icetea2

Eu estou muuuito muito longe de uma vida sem desperdício, é um longo processo de adaptação e de aquisição de novos hábitos mas passo a passo vou caminhando para tentar viver com cada vez menos desperdício. Uma das coisas que já faço há muito tempo é, quando compro alimentos enlatados, preferir os que têm frasco de vidro, porque guardo todos e uso-os para praticamente tudo!! Para levar a comida na marmita, para guardar restos de comida no frigorífico ou no congelador, para arrumar alimentos na despensa e até como decoração, entre tantas outras coisas. O vidro é resistente ao frio e ao calor, é fácil de limpar, não mancha nem fica com odor, sendo o material perfeito para guardar. E ao reutilizar não estamos a fazer lixo! Yey!!

Esta garrafa é uma das peças da minha “baixela de vidro” e já serviu para guardar polpa de tomate, batidos de fruta, capilé, água com limão e agora este ice tea caseirinho. E para além do frasco, para que nada se estrague, ainda reaproveitamos fruta para fazer esta bebida fresquinha. Aqui usei rodelas de limão e cascas de manga, que aproveitei de um batido, para dar sabor ao chá, uma ideia que já tinha visto em água aromatizada e que aqui também funcionou muito bem. Podem usar outras frutas, como por exemplo o pêssego, onde podem aproveitar as cascas ou mesmo pedaços daquele pêssego bem maduro esquecido na fruteira.

Assim se faz, sem esforço, um ice tea fresquinho, aromatizado a nosso gosto, bem mais saudável, económico e ecológico dos que os de compra e a rebentar de sabor! :)

icetea4

Ice Tea Caseiro

Ingredientes

  • 750mL água a ferver
  • 3 colheres de sobremesa de chá preto (ou 2 saquetas)
  • Fruta a gosto: cascas de manga, cascas ou pedaços de pêssego, rodelas de limão…
  • açúcar de coco (ou outro adoçante) a gosto

Como preparar

Num jarro coloque as folhas ou as saquetas de chá e verta a água, deixando em repouso 5 minutos.

Caso use as folhas, filtre o chá com a ajuda de um passador.

Numa garrafa de vidro grande coloque a fruta, previamente lavada. Aqui usei cascas de 1 manga e rodelas finas de limão.

Verta o chá filtrado, ainda quente (assim extrai mais sabor da fruta), para a a garrafa, adicione o açúcar, feche bem e agite para misturar tudo.

Deixe arrefecer e sirva na hora, com pedras de gelo. Aguenta no frigorífico um máximo de 24h.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

10 Comments

  • Reply Mariana Outubro 5, 2016 at 11:50 am

    Olá Patrícia!

    Um bom “ice tea” também é fazer chá de manga ou outra fruta e deixar arrefecer, fica perfeito assim! O meu predilecto é o chá de maracujá, yummy yummy!

    Em relação a uma vida sem desperdício, estou no mesmo caminho que tu, um passo de cada vez. Sinto que cada vez estou mais próxima do “cume da montanha” mas ainda há muito para percorrer.

    O blog da Ana é sem dúvida uma inspiração! Dos favoritos por aqui também :)

    Beijinhos para ti! Não sabes o quão estou a adorar a regularidade deste posts é sempre uma alegria vir ao teu blog <3

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Outubro 8, 2016 at 9:27 pm

      Mariana e fazes o chá como, mesmo com chá de sabor a fruta ou só com a fruta, como o de limão p.ex? Eu costumo fszer com um chá que tenho cá de sabor a frutos vermelhos ou de sabor a maracujá e outras frutas, mas experimentei com o preto porque é mais genérico, acho que é fácil ter em casa e porque é o que usam nos industrializados e até achei que ficou bem bom :)

      Que bom que estás a gostar dos posts, fico mesmo feliz!! :)

      Grande beijinho*

  • Reply Mariana Outubro 5, 2016 at 11:51 am

    {Já partilhei esta receita no grupo para amantes de chá, se for o caso, cá vai o link: https://www.facebook.com/groups/1516660915286965/ }

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Outubro 8, 2016 at 9:24 pm

      ❤️

  • Reply Ana M. Outubro 5, 2016 at 5:29 pm

    Olá Patrícia, estou a adorar os posts desta semana :) apesar desta receita ser bem simples nunca me tinha lembrado de fazer algo assim, vou experimentar!
    Já percebi que aproveitas todos os frasquinhos e garrafas e tens alguns bem giros. Adorei esta garrafa! Acredita que só fazeres isso já é muito bom.
    E muito obrigada pela referencia ao meu blog ;)
    Beijinho grande

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Outubro 8, 2016 at 9:24 pm

      Obrigada Ana, que bom, fico mesmo contente por teres gostado! :) sim eu sou a miss frasquinhos, às vezes já olho para as coisas a pensar se compro ou não só pelo frasco o de vêm eheh :P eu sei que é um bim passo, mas há ai da muito a percorrer, aos poucos vamos melhorando!

      Beijinho*

  • Reply Limited Edition Outubro 6, 2016 at 3:51 pm

    Oláaaa!

    Concordo a 100% com a tua maneira de diminuíres a tua pegada ecológica. Cá por casa fazemos parecido: reciclamos o que não podemos reutilizar (sim, também tenho imensos frascos que o Manel odeia mas que dão um jeitão, especialmente se comprarmos a granel), utilizo cascas de ovos e borras de café nos vasos da minha mini-horta, troco roupa com as minhas irmãs, toalhas velhas ganham vida nova em panos de limpeza, as meias rotas são óptimas para engraxar sapatos… Acho que para além do que aprendemos na escola (os meus professores eram como a tua e levei isso para casa) também aprendi bastante com a minha avó que reaproveitava tudo. Nós já crescemos numa época de consumo em que desperdiçamos bastante sem reutilizar (e depois sentimo-nos um bocadinho menos mal quando reciclamos), mas antigamente não era nada assim. Quase tudo tinha uma segunda vida, até a comida que quando sobrava era transformada em croquetes, roupa velha… Também acredito que há muito mais a fazer no dia a dia, mas basta estarmos atentos que lentamente as mudanças vão acontecendo.

    Beijinhos

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Outubro 8, 2016 at 6:46 am

      Estamos mesmo numa era de extremo consumo e lembro-me de há bem poucos anos ainda não ser assim, estamos a estragar este nosso planeta a passos largos e nem nos apercebemos. O Filipe já nem reclama com os frascos, já está habituado eheh! Essa ideia das borras de café é gira, não sabia que dava para pôr nos vasos das plantas! :)

      ***

      • Reply Limited Edition Outubro 10, 2016 at 4:03 pm

        e podes usá-las como esfoliante também se não tiveres plantinhas. misturas com azeite, óleo de côco ou de amêndoas doces e esfregas onde a celulite espreita. nós que somos super giras não temos nada dessas coisas, mas imagina que tínhamos… então as borras seriam uma opção a considerar! ;)

        • NotGuiltyPleasure
          Reply NotGuiltyPleasure Outubro 16, 2016 at 11:08 am

          Sim claro, nada de celulite, com tanto brócolo e espinafre que como ela nem se chega perto! :P olha muito boa dica, não sabia dessa, nós como não temos máquina de café, usamos o solúvel, não temos esse desperdício, mas em breve quero roubar daquelas cafeteiras antigas à minha mãe e talvez comece então a aproveitar as borra desse modo!! Sabes se também resulta com o chá?

    Leave a Reply