Receitas

Guisado de Ervilhas

Estive quase a não colocar esta receita aqui no blog. “Um guisado de ervilhas, tão básico, não vai interessar a ninguém”, pensei eu.

Mas lembrei-me de mim própria há quatro anos atrás, quando saí debaixo da asa dos pais para me aventurar no meu próprio ninho. Lembrei-me do quão complicado achava fazer algo mais do que massa com molho de tomate, arroz com hambúrgueres de soja ou batatas fritas e bifes de seitan. Há quatro anos atrás umas simples ervilhas guisadas seriam feitas ao telefone com a minha mãe a indicar-me os passos e comigo a achar que era a coisa mais complicada do mundo (depois de fazer sopa e de pôr a máquina da roupa a lavar, mais duas coisas que para mim eram um bicho de sete cabeças).

Lembrei-me também das pessoas que acham que a comida vegetariana é cheia de ingredientes estranhos que só se compram nas lojas de produtos naturais. Que é preciso usar coisas esquisitas e ter sempre tofu, soja ou seitan para ter uma refeição completa.

Engraçado como temos tendência a complicar as coisas na nossa vida, como a simplicidade por vezes é tão óbvia que, mesmo estando à nossa frente, não a conseguimos ver. Então resolvi partilhar convosco a receita dos guisado de ervilhas. Básica, simples, com ingredientes que há em qualquer frigorífico. Porque fazer uma boa refeição vegetariana não requer grande ciência. Porque simples não significa menos bom.

É uma receita para dizer a quem, como eu há quatro anos atrás, vê a cozinha como um mundo estranho, que é tudo muito mais fácil e intuitivo do que pensamos. Uma receita para dizer a quem acha que cozinhar de modo vegetariano é difícil, que uma boa refeição só precisa de ingredientes simples e amor. Uma receita para lembrar a quem já faz ervilhas guisadas de olhos fechados, que as coisas mais simples são mesmo as melhores na nossa vida.

 

Nota: esta receita não foi feita ao telefone com a minha mãe, quatro anos depois já consigo fazer guisados sozinha. E já sei mexer em máquinas de lavar a roupa. No entanto a sopa continua a ser o meu calcanhar de Aquiles…

;)

Processed with VSCOcam

Ingredientes (para 2 pessoas)

  • 1 cebola média, picada
  • 3 cubos de caldo de legumes caseiro (1 colher de sobremesa de azeite)
  • 2 dentes de alho, picados
  • 1 talo de alho francês, em meias-luas
  • 2 folhas de louro pequenas
  • 2 tomates bem maduros, médios, aos pedaços
  • 1/4 chávena (60 mL) de vinho branco
  • 2 chávenas de ervilhas
  • 1 + 1/2 chávena de água
  • 1 raminho de coentros (cerca de 3-4 caules, com as folhas)
  • 1 caule de folhas de hortelã
  • Sal q.b.

 

Como preparar

Num tacho pequeno colocar a cebola, os dentes de alho, o alho francês, as folhas de louro, o caldo de legumes (ou o azeite) e uma pitada de sal. Levar a lume médio-baixo e deixar amolecer.

De seguida adicionar o tomate e refogar durante 1-2 minutos. Acrescentar o vinho e deixar evaporar um pouco.

Quando o tomate estiver já muito mole com algum molho no tacho, juntar as ervilhas, envolver e colocar a água, os coentros e a hortelã. Temperar com sal, colocar a tampa no tacho mas sem o tapar por completo e deixar em lume baixo cerca de 20 minutos, ou até às ervilhas estarem cozinhadas.

Ajustar o sal e servir como prato principal, com arroz, ou como acompanhamento de outros alimentos.

 

Processed with VSCOcam

Previous Post Next Post

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply Aislin Novembro 30, 2014 at 7:47 pm

    epá! guisados é daquelas coisas que ainda…
    “Ó MÃE!!!”

    :P

    Ervilhas! bem melhor que cogumelos!! (e ai que não tarda tenho ervilhas frescas para comer!!! :D)

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Dezembro 4, 2014 at 1:20 am

      é fácil de fazer, é só meter umas coisas pra dentro da panela e pronto :P ervilhas e cogumelos, isso é que é! ihih

    Leave a Reply