Veganismo

Entrevista: Inês (blog Lemon Pie)

Criar uma conta no Instagram deu-me a oportunidade de conhecer imensos blogs vegetarianos e vegan cheios de receitas deliciosas e fotografias bonitas. Um deles foi o Lemon Pie*, um blog em inglês de receitas saudáveis totalmente vegan, escrito por uma portuguesa que vive na Alemanha, a Inês.

As fotos da Inês no instagram são para mim uma inspiração, há sempre uma tacinha com um pequeno almoço saudável que apetece ter à nossa frente para comer, muitas sugestões para almoços, jantares ou dicas de boas comidas em Berlim. Para além da linda conta no instagram, o Lemon Pie tem ainda uma aplicação para iPhone com muitas receitas que não estão no blog.

pequeno almoço

Foto de Inês David, retirada do facebook do blog Lemon Pie

Vamos conhecer a Inês um pouco mais?

 

Inês, conta-nos como e quando surgiu o vegetarianismo/veganismo na tua vida?

O veganismo surgiu há pouco mais de 1 ano. Decidi mudar quando visitei o festival de Verão vegan aqui em Berlim. Acho que foi como um despertar para uma nova vida.

 

Quais as maiores mudanças que verificaste em ti depois de teres aderido a este estilo de vida?

As mudanças aconteceram a vários níveis. Em termos de alimentação senti as diferenças logo duas ou três semanas depois. Ao final de uma mês sentia-me como se tivesse desintoxicado o corpo. A minha digestão estava muito melhor, os problemas de estômago que tinha desapareceram e a pele estava mais saudável. No entanto também me mudou a nível pessoal. Finalmente senti que tinha encontrado algo com que me identificava a 100%. E principalmente senti-me mais em paz com o mundo à minha volta.

 

Qual é para ti a maior dificuldade e o mais satisfatório de ser vegan?

A maior dificuldade que encontro é sem dúvida em situações sociais com pessoas que não percebem/respeitam a minha escolha. Ao início as pessoas não compreendem pois para muitos o conceito é novo. No entanto, com tempo, acho que as pessoas à nossa volta habituam-se. O que me dá mais satisfação é poder partilhar através do blog e da conta no instagram este novo mundo. Adoro que pessoas que não conhecem o conceito me façam questões sobre as receitas. Gosto de tentar inspirar os outros a levar uma vida mais green.

 

Durante este teu percurso no veganismo quem mais te inspirou/inspira?

Tive várias inspirações, sendo o instagram o meu veículo de inspiração diária. Se tiver que nomear alguém nomeio os autores do documentário “Food Inc” e “Earthlings (Terráqueos)”

Como é ser vegan na Alemanha? Que diferenças encontras em relação a Portugal?

Na Alemanha é bastante mais fácil a nível social. A grande maioria dos restaurantes, mesmo que não sejam vegetarianos, têm uma opção vegan. Há também grande exploração de alternativas à carne nos supermercados. Existe até um supermercado exclusivamente vegan, o “Veganz”. No geral a quantidade de restaurantes vegan é maior, o que torna tudo mais simples. Em Portugal não há ainda muitas alternativas a nível de restaurantes. No entanto a nossa variedade de frutas e legumes é uma mais valia e também dou bastante valor a isso.

 

Tens dois projectos virtuais relacionados como o veganismo, uma loja on-line e uma aplicação para iPhone. Como surgiu a ideia e o que são estes projectos?

A ideia para a loja surgiu aqui na Alemanha. Tinha algumas pessoas interessadas em comprar os meus produtos e resolvi criar uma página para as divulgar. Mesmo quando regressei a Portugal por uma temporada tive uns fiéis clientes que compravam regularmente a granola de sementes. Agora esse projecto está parado mais talvez regresse em breve. A app é uma compilação de todas as minhas receitas favoritas. Tenho a sorte de ter um óptimo companheiro que tornou o projecto possível.

 

O que nunca falta na tua despensa?

Para além de uma grande variedade de legumes e fruta frescos, a despensa nunca deixa de ter: leite de soja/amêndoa, aveia, manteiga de amendoim e toda uma gama de sementes e nozes.

 

Produto vegan favorito?

Essa é difícl… Talvez seja mais fácil se revelar o meu ultimo vício do Verão: gelado de chocolate da marca Booja-booja. Com apenas quatro ingredientes é uma verdadeira delícia.

 

Qual é o teu (not) guilty pleasure?

Acho que a resposta anterior aplica-se aqui também. :)

 

Das tuas receitas, qual escolhes como favorita?

A última receita do blog é uma das minhas favoritas, o “Cheesecake” raw de morangos.

cheesecake

Foto de Inês David, retirado do site Lemon Pie

 

Que conselho deixarias a quem está a dar os primeiros passos no veganismo?

É preciso calma. Não é preciso fazer logo mudanças radicais. Quando resolvi ser vegan já não comia carne há algum tempo e 70% das minhas refeições já se baseavam em vegetais. Por isso para mim não foi tão difícil. Mas quem faz a transição completa precisa de ir com calma. Não há pressa e não é uma competição. O que interessa é começar. :)


 

Obrigada Inês pela tua simpatia em partilhares aqui no blog um pouco mais sobre ti! :)

Sigam o Lemon Pie pelo instagram e pelo facebook para ficarem sempre a par das saborosas receitas e sugestões da Inês.

 

*NOTA: a Inês tem um novo site cheio de receitas deliciosas, em nome próprio, sigam-no neste link: https://ines.lv/pt/

Previous Post Next Post

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply Ginja Outubro 6, 2014 at 6:45 pm

    Patrícia, gosto da tua casa nova!
    E adoro a Inês e o seu Lemon Pie, tenho conhecido muita coisa linda desde que tenho o instagram só há uns meses.
    Aquele cheesecake apetece mesmo fazer não é?
    Um beijinho.

    • Reply Not Guilty Pleasure Outubro 14, 2014 at 12:50 am

      Obrigada Inês :)
      O cheesecake dá mesmo vontade é de trincar ihih o Lemon Pie é mesmo bonito e o instagram dá-nos óptimas inspirações, é maravilhoso! :)

      beijinho*

  • Reply Beatriz Julho 15, 2017 at 3:01 pm

    Meninas podem ajudar com o link da Lemon pie? Não abre

    • NotGuiltyPleasure
      Reply NotGuiltyPleasure Agosto 6, 2017 at 1:47 pm

      Olá Beatriz, a Inês mudou de página e já não tem o Lemon Pie, aqui fica o novo site: https://ines.lv/pt/ :)

    Responder a Beatriz Cancel Reply

    Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.