Receitas

Caril de Abóbora-Manteiga e Lentilhas

Sempre gostei de sabores agridoces na comida, não sinto que seja estranho usar frutas nos pratos principais e sabe-me bem o contraste do doce com o salgado.
Já o rapaz cá de casa não era da mesma opinião. Quando calhava falarmos de alguma mistura doce-salgada, por exemplo um simples ananás numa pizza, ele dizia que não gostava e que isso era o mesmo que comer “sardinhas com gelatina” (o que não é uma expressão muito vegan, eu sei, mas percebem onde quero chegar certo?).
Como quem manda na cozinha sou eu, decidi acabar com essa mania das esquisitices e a pouco e pouco fui acrescentando uma nota mais doce aqui e uma fruta ali para ver a reacção. E como quem não cozinha não tem direito a refilar, não me assustei com caretas e com coisinhas à borda do prato e continuei a insistir (e a mandar uns olhares fulminantes de “cala-te e come”) :P.
Já dizia Fernando Pessoa “primeiro estranha-se, depois entranha-se” e assim foi.
Actualmente os sabores agridoces já não são recebidos com ar de dúvida e uma das maiores provas é o facto deste molho de tomate e coco da Márcia ser um dos preferidos cá de casa e muito requisitado pelo marido. Dele surgiu a inspiração para este caril, que não é forte nas especiarias mas que tem o picante versus doce que tanto nos agrada nesse molho.
Este tornou-se o meu caril favorito e sempre que me apetece um é neste que penso, é absolutamente maravilhoso e conquistou-nos aos dois. O picante da malagueta, o ácido do tomate, o doce do coco e a frescura dos coentros são uma festa de sabor na nossa boca. A abóbora manteiga, o meu tipo de abóbora preferido e as lentilhas, complementam este prato na perfeição.
Sirvam com um arroz aromático, como o basmati ou o thai jasmim, e desfrutem de uma refeição perfumada e absolutamente deliciosa!
Ingredientes (para 3 – 4 pessoas)
3 dentes de alho médios, picados
Gengibre fresco ralado, aprox. a mesma quantidade do alho.
1 malagueta pequena sem sementes, picada (ou com sementes se gostarem do sabor mais forte)
1 cebola média, picada
1 folha de louro
1 colher de sobremesa de azeite ou 3 cubos de caldo de legumes caseiro
3 tomates maduros bem grandes, sumarentos, aos pedaços
1 cenoura pequena, aos cubos
300-350g de abóbora-manteiga descascada, cortada em cubos pequenos
1/2 colher de sobremesa de caril em pó
1/2 chávena (125mL) de água ou caldo de legumes caseiro
1/4 chávena (60mL) de leite de coco
2 chávenas de lentilhas verdes, cozidas*
Sal q.b.
Coentros picados a gosto
Como preparar:
Num tacho colocar o azeite, o louro, alho, gengibre e malagueta e deixar refogar 1-2 minutos em lume baixo.
Acrescentar a cebola e uma pitada de sal e deixar amolecer.
Juntar o tomate e refogar até que esteja mole e a criar molho.
Colocar a cenoura, a abóbora e o caril e envolver no tomate.
Juntar a água, mais uma pitada de sal e deixar cozer em lume baixo, com a panela tapada, entre 5 a 10 minutos.
Quando a abóbora estiver amolecida juntar o leite de côco e as lentilhas e deixar cozinhar mais 5 minutos.
Polvilhar com coentros frescos e servir.
*Para ter lentilhas cozidas saborosas basta colocá-las num tacho com água, louro e dentes de alho esmagados ainda com casca. Deixar cozer e apenas no final da cozedura acrescentar o sal, para que não fiquem duras.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

10 Comments

  • Reply Diogo Marques Julho 14, 2014 at 7:37 pm

    Um caril delicioso :) Excelente aspecto!
    ____________________
    aculpaedasbolachas.com

  • Reply Inês Ginja Julho 15, 2014 at 11:24 am

    Chegou cá o cheirinho desse caril Patrícia! :)
    Adoro esses sabores, fiquei já a salivar.
    Antes era eu que não ia muito à bola com a fruta na comida salgada, mas hoje em dia não dispenso!
    hehe, adoro as sardinhas com gelatina :) já me ri!
    Um beijinho.

    • Reply NotGuiltyPleasure Julho 20, 2014 at 12:08 pm

      Que bom :) Garanto-te que o cheirinho é mesmo de dar fominha ihih :P

      Gosto de um prato com sabores contrastantes e que nos despertam os sentidos por isso fruta nunca foi um problema, mas sim, sardinhas com gelatina não são uma boa visão, muito menos agora! :P

      beijinho*

  • Reply Avelã Julho 15, 2014 at 1:06 pm

    Por acaso acho bastante estranho, ainda não me habituei. Nunca comi pizza com ananás, apesar de estar na moda e tudo :P Também nunca fui de gostar disso em nada, nem em combinações mais tradicionais como queijo e marmelada. Ainda assim, parece bastante bom :) A descrição de sabores faz com que me apeteça fazer :)

    • Reply NotGuiltyPleasure Julho 20, 2014 at 12:12 pm

      Sempre comi ananás na pizza, desde que me lembro. A minha mãe gosta de fazer estas misturas de doce com salgado e nunca me pareceu estranho. Embora ela coma uma coisa que eu nunca consegui: pão com manteiga e banana. Acho que isso é o meu limite :P Mas como vês o paladar adapta-se a tudo, pode ser que um dia experimentes uma combinação agridoce que gostes, quem sabe se num caril assim ;)

      Obrigada e beijinhos**

  • Reply Márcia Gonçalves Julho 19, 2014 at 7:32 pm

    “E como quem não cozinha não tem direito a refilar (…)” Ahah, muito bem! Concordo, sem dúvida! :p
    O caril tem muito bom aspecto! Adoro um bom caril de lentilhas :)

    • Reply NotGuiltyPleasure Julho 20, 2014 at 12:14 pm

      Tem de ser Márcia, há que impor respeito! eheh :P

      Obrigada :) beijinhoo**

  • Reply conteudovazio Setembro 10, 2014 at 9:10 am

    Parece-me super delicioso!! A sério… Não sei onde vais desencantar tanta energia e vontade para experimentares novas receitas, adaptares e chegares a uma “conclusão”. Eu conformo-me, acabo por comer quase sempre o mesmo tipo de coisas e pronto.. vou andando.
    Às vezes penso.. quando tiver na minha casa… mas depois penso também, será que vai ser diferente?
    Enfim…
    Com esta chuvinha, esse caril vinha mesmo a calhar…

    ebijinhos

    • Reply NotGuiltyPleasure Setembro 13, 2014 at 10:32 pm

      ahahaha vou-te explicar de onde vem a inspiração: um frigorífico vazio e duas barrigas esfomeadas! eheh e porque gosto de cozinhar, se não fosse isso acho que o jantar era tofu grelhado todos os dias :P (o blog também é um estímulo!)

      Mas eu percebo-te, às veze snao tenho paciência nenhuma e então quando é só pra mim lá vão flocos para o jantar. :|

      ****

    Leave a Reply