All Posts By

Not Guilty Pleasure

Veganismo, Vida Consciente

Dicas vegan-friendly

Este era suposto ser o último post da Semana Vegetariana, mas embora venha com uns dias de atraso não quis deixar de fazer. Espero que tenham gostado das histórias e receitas que as convidadas trouxeram. Eu adorei fazer estes posts e saber um pouco mais sobre estas meninas, sobre diferentes maneiras de viver o veganismo e de estar na vida, retirei inspiração de cada uma delas, espero que vos tenham inspirado também! :) Desde que comecei a minha viagem pelo vegetarianismo, há 4 anos atrás, que tenho visto aumentar o interesse sobre este estilo de vida. Há mais preocupação em desenvolver marcas cruelty-free, mais pessoas a partilhar as suas experiências e a promover este estilo de vida e acho isso fantástico! O post de hoje serve então para partilhar as minhas mais recentes descobertas de blogs, marcas e eventos vegan-friendly. :) BLOGS The Extra in the Ordinary Escrito pela Catarina Guimarães é um blog cheio de boas dicas sobre produtos naturais, receitas com ar delicioso e muitas palavras inspiradoras. Quebra do Silêncio Um blog com artigos muito interessantes sobre os direitos dos animais, dicas de produtos cruetly-free, algumas receitas e outros assuntos relacionados com o veganismo. Food Porn Vegan Style Um blog de […]

Ver mais

Veganismo

Veganismo nas Crianças

Eu e o Filipe não somos pais ainda, mas um dia que tenhamos filhos, tal como todos os pais, vamos querer educá-los de acordo com os nossos valores e os nossos ideais de vida. Sim, isso significa que vamos criá-los de acordo com as nossas convicções vegan. Se numa conversa sobre alimentação o argumento cliché a desfavor do veganismo é “Vais ficar doente, onde é que vais arranjar a proteína? E o ferro?” ou ainda “Nós somos o topo da cadeia alimentar, isso não faz sentido!”, quando o tema é veganismo nas crianças os mais populares são “Mas é uma criança, tem de comer de tudo para crescer saudável” ou a melhor de todas “Não podes obrigar a criança a ser vegan só porque és, eles têm de escolher.” Para este último argumento respondo através do primeiro parágrafo de um texto fantástico (que aconselho a lerem na íntegra, pois acho que acertou mesmo na mouche) da Laura Sanches, vegan e mãe, que passo a citar: “Quando o meu filho nasceu, muitas pessoas no perguntaram se íamos impor as nossas escolhas alimentares à criança, com uma certa entoação de crítica, como se estivéssemos a forçá-lo a entrar em alguma seita maluca (…). A essas pessoas respondi […]

Ver mais